graduação
 
guias para alunos de graduação

A universidade é o seu lugar nos próximos anos, mas é somente uma etapa na vida. Para não perder tempo demais aqui, procure conhecer bem as normas. Quem cumpre seus deveres e faz valer seus direitos tem mais sucesso e velocidade na trajetória acadêmica.

Normas da Universidade de Brasília
Os documentos máximos da universidade são o seu Regimento e o seu Estatuto. Acesse-os abaixo.
Estatuto e Regimento Geral da Universidade de Brasíilia

Guias
Tanto o aluno, quanto o professor, quanto o coordenador de curso dispõem de guias. É recomendado ler todos, lembrando que alguns desses documentos já estão desatualizados.
Guia do Calouro
Guia do Professor
Guia do Coordenador

Página do aluno
Entre as páginas úteis, estão a do Aluno de Graduação, que reúne informações próprias, como uma listagem atualizada dos coordenadores de curso, e links para outras páginas importantes.
Página do Aluno de Graduação

Órgãos do Ensino de Graduação
Os Decanatos são órgãos auxiliares diretamente ligados à Reitoria. Os alunos de graduação têm maior contato com o que acontece no Decanato de Ensino de Graduação (DEG). Além disso, muitas demandas dos alunos são intermediadas pela Secretaria de Administração Acadêmica (SAA), também responsável pela divulgação do Calendário Acadêmico.
Página da Secretaria de Administração Acadêmica (SAA)
Página do Decanato de Ensino de Graduação (DEG)
Normas específicas do DEG

Matrícula semestral
A cada semestre, o aluno de graduação deve renovar as matrículas em disciplinas. O sistema eletrônico adianta o serviço parcialmente, mas é importante acompanhar o processo para não acabar matriculado em disciplinas ou turmas incompatíveis com a sua disponibilidade ou seu desejo. Caso o sistema MatrículaWeb não indique as disciplinas desejadas, busque o coordenador do curso, que, eventualmente, poderá ajudar.
Página do Sistema MatrículaWeb
Importante: não digite sua senha do MatrículaWeb em sites externos à UnB! Se fez isso, troque sua senha!
 

resumo do cotidiano da graduação

Índice de Rendimento Acadêmico (IRA)
O chamado Índice de Rendimento Acadêmico (IRA) é o índice usado pela UnB para restringir acesso de alunos para projetos (em geral, há um IRA mínimo para participar dos projetos mais concorridos) ou como critério de seleção ou de desempate para matrículas ou seleções internas. A fórmula de cálculo do IRA é ligeiramente complicada, mas vale dizer que:
→ as disciplinas cursadas no primeiro semestre têm peso 1; no segundo semestre, peso 2; e assim até o quinto semestre, em que têm peso 5. A partir do sexto semestre, todas as disciplinas entram no IRA com peso 6;
→ em geral, trancar uma disciplina só é melhor que reprovar com menção SR; portanto, use o trancamento apenas se for reprovar com SR ou se estiver tendendo a reprovar pela segunda vez, visto que cada disciplina só pode ser trancada uma única vez ao longo do curso;
→ trancamentos de disciplinas em módulo livre não pesam no IRA; dentre as constantes no fluxo do seu curso, pesa 50% a mais trancar uma obrigatória que uma optativa;
→ menções obtidas em disciplinas do período letivo de verão não impactam no IRA, nem para o bem, nem para o mal.
Os trancamentos de matrícula em disciplinas podem ser feitos até o 50º dia letivo do semestre (o meio do semestre), na secretaria do curso (para calouros) ou pelo MatrículaWeb (para veteranos).

Calculadora de IRA
A maneira mais fácil de simular o seu IRA futuro:
Calculadora de IRA

Menções
Menção, na UnB, equivale à nota na maioria das demais universidades. Para quem se matriculou na disciplina e não a trancou, são seis as menções possíveis, todas pesando no cálculo do IRA:
→ SS - superior (equivalente a uma nota entre 9,0 e 10,0, valendo 5 para o IRA);
→ MS - médio superior (equivalente a uma nota entre 7,0 e 8,9, valendo 4 para o IRA);
→ MM - médio (equivalente a uma nota entre 5,0 e 6,9, valendo 3 para o IRA);
→ MI - médio inferior (equivalente a uma nota entre 3,0 e 4,9, valendo 2 para o IRA);
→ II - inferior (equivalente a uma nota entre 0,1 e 2,9, valendo 1 para o IRA);
→ SR - sem rendimento (equivalente a uma nota zero, valendo 0 para o IRA).
São menções de aprovação: SS, MS e MM. São menções de reprovação: MI, II e SR. Os demais códigos que podem aparecer no histórico escolar, como CC (créditos consignados) ou AP (aproveitamento de estudos), não contam no cálculo do IRA.

Risco de desligamento
O estudante entra em risco de desligamento por diversas situações, sendo as principais a não aprovação em quatro disciplinas nos últimos dois semestres (pode ser 4 no penúltimo e zero no último; as quatro no último; não importa. Só haverá problema se, somadas, forem menos de quatro) ou a reprovação por duas vezes na mesma disciplina (fato que pode ser evitado trancando-se a mesma no prazo legal, uma única vez). O aluno será desligado de vez se não for aprovado no número mínimo de créditos previsto para o curso ou se falhar em ser aprovado na disciplina na terceira tentativa. Portanto, a recomendação é a de lograr aprovação mínima em duas disciplinas em cada semestre, não reprovando uma disciplina mais do que uma vez (a segunda já leva à condição de desligamento, que é mais rigorosa). Aproveitamento de estudos e provas de proficiência em inglês ou espanhol contam como aprovação.

Frequência
O estudante deve estar presente ao mínimo de 75% das aulas de cada disciplina em que estiver regularmente matriculado. Não é permitido o abono de faltas, qualquer que seja a razão. Atestados médicos e outros documentos nada valem, exceto em caso de concessão do regime de exercícios domiciliares. Aluno com frequência inferior a 75% é reprovado na disciplina com menção SR. É comum, no entanto, que certos professores, cientes de que, “no universo da cultura, o centro está em toda parte”, (frase de Miguel Reale inscrita na Praça do Relógio da USP) considerem de forma mais flexível o critério da frequência na atribuição das menções. Consulte o professor e confie por sua conta e risco.

Casos especiais
Em alguns casos, o estudante pode se ver com necessidades específicas: aproveitamento de créditos universitários cursados fora da UnB (note que a data limite é, aproximadamente, o meio do segundo semestre letivo do aluno), revisão de menções, necessidade de regime domiciliar ou de trancamento geral... Nesses casos, consulte as regras específicas na página do DEG.
Normas específicas do DEG

Trabalho de Conclusão de Curso 1 (114791)
Trabalho de Conclusão de Curso 2 (119067)
As disciplinas TCC1 e TCC2 se referem à confecção da monografia final obrigatória do licenciando em Química. Para alunos do currículo anterior a 2014/1, TCC1 é optativa e TCC2, obrigatória. Para alunos do currículo atual, que vige desde 2014/1, ambas as disciplinas são obrigatórias. Consulte o currículo Lattes dos professores do IQ/UnB e solicite a orientação daquele cuja produção tem maior afinidade com os seus interesses acadêmicos e profissionais. Se a sua opção for pelo prof.Perdigão, entre em contato.

Técnica de Pesquisa em Química 1 (114561)
Técnica de Pesquisa em Química 2 (114570)
As disciplinas TPQ1 e TPQ2, de 4 créditos práticos cada, constituem uma forma de recompensar o aluno de graduação do IQ/UnB que faz pesquisa em nível de iniciação científica. Atualmente, há normas específicas para a realização dessas disciplinas, sendo necessário, ao fim, que o aluno apresente seus resultados à comunidade do IQ/UnB. Para cursar estas disciplinas, o aluno deve procurar um professor orientador, de forma parecida com o que ocorre com o TCC. Se a sua opção for pelo prof.Perdigão, entre em contato. Alunos ProIC na área de Ensino de Química têm condições mais favoráveis para cursar as TPQs com o Perdigão. Para saber mais, entre em contato.